Download!Download Point responsive WP Theme for FREE!

Editando blogs: troque o “copiar+colar” pelo “copiar+criar”

Copie, mas crie. É bom pro seu blog.Existem mais blogs no mundo que estrelas no céu. É uma blogosfera que não para de crescer. E um guru já chegou a me dizer que os blogs seriam substituídos pelos microblogs (ah, esses gurus e sua sapiência paidégua…).

Ao mesmo tempo em que é bom, pelo menos para mim, saber que cada vez mais há pessoas interessadas em compartilhar informação, constato também que nem sempre há novidade nisso. Pelos meus cálculos totalmente achistas, acho que pelo menos metade dos blogs, ou um pouco mais, não produz qualquer conteúdo relevante.

A informação que dei não tem qualquer embasamento estatístico exato. Porém, ele surge a partir das minhas observações e andanças pela blogosfera. A maioria dos blogs que vejo não criou quase nenhum texto, apenas copiou de outra fonte e colou. De que adianta ter um blog que tenta ser relevante e ter um espaço dentro de um nicho se ele sequer demonstra conhecimento de causa?

Copiar+criar

Para mim, blogar na base do copiar e colar não é blogar, é replicar textos dos outros, tornando-se apenas um repassador de informação, um “garoto de recados”. Blog que é blog produz seu próprio conteúdo na maior parte do tempo.

Da mesma forma, blogar na vibe do “vi num blog gringo, traduzi no Google, coloquei um comentário meia-boca e tô me achando o maior blogueiro da parada” dá na mesma. Mudar uma ou duas linhas do texto não te faz um escritor.

Criar pede referências

Uma das bases da criatividade é o uso de referências, muito diferente de ficar se apropriando do texto dos outros. Referir-se a textos em outros blogs é até saudável para a reputação do seu próprio blog. No entanto, criar é importante e deve ser característica de qualquer blog.

Aponto algumas das coisas que um blog pode fazer para se manter produtor de conteúdo e fazer parte do lado bom da blogosfera:

  • Leia: Ler é bom, não faz mal, não dói nem é feio. Leia sobre os assuntos que você pretende escrever. Pescando uma ideia aqui, outra ali, você poderá facilmente ter inspiração para criar algo inédito;
  • Gostou de um texto, use parte dele: Você pode dizer que começou um determinado artigo baseado na opinião de um outro, e fazer citação a essa fonte, direta ou indiretamente (se você não sabe o que é citação direta ou indireta, você nunca fez uma monografia ou TCC). Você realmente copiou um pedaço de um texto, mas com razão, pois ele foi motivador da sua inspiração;
  • Junte suas referências: Use o Google Reader ou outro serviço para reunir fontes de inspiração e citação para seus textos. Acesse frequentemente e informe-se sobre o que outros blogs andam falando, até para não correr o risco de produzir, sem saber, um texto que é muito semelhante ao de outro blog (isso já aconteceu comigo o.O)

Dica final: force. Force como você força uma tampa de um refrigerante de 2l cheio de gás para abri-lo. Às vezes nossa mente está apenas preguiçosa. Quando você força um pouco, a criatividade começa a fluir e você não para de criar (na verdade, este texto foi fruto de uma pequena forçadinha numa mente cansada).

Criar é um exercício, não um dom.

Sobre Gabriel Galvão

Administrador habilitado em marketing, consultor de marketing, desenvolvedor de sites e blogs, editor do blog e palestrante.

2 Comments

Deixe uma resposta