O perfil do profissional ideal contemporâneo

Qual o perfil do profissional "completo"?Fazer parte do time de uma grande companhia como o Google, por exemplo, realmente não é tarefa fácil. No entanto, muito se engana quem pensa que os recrutadores estão focados em habilidades técnicas que só gênios conseguem efetuar. Muito pelo contrario, atualmente, o candidato ideal tem que aliar background com várias outras características. Sim, estamos na era do profissional “completo”.

E quem é ele?

De acordo com um recrutador do Google, o critério de escolha dos candidatos é baseado em seu conhecimento, é claro, mas o espírito de colaboração e a paixão pelo trabalho contam muitos mais pontos. A política da companhia não é a de ter uma equipe que procure a resposta certa, mas que tenha a capacidade de resolver diversas questões, oferecendo diferentes respostas, de forma inteligente, sintetizada e perspicaz.

No Foursquare, um dos pontos mais relevantes é a atenção ao detalhe. Assim como no Google, eles consideram a comunicação o elemento primordial, tanto dentro como fora da empresa.

Segundo pesquisas, estas organizações que estão bombando hoje em dia, procuram mentes estratégicas, indivíduos que executem suas tarefas com o pensamento “fora da caixa” e, por último, como já citado, que realizem seu trabalho de forma apaixonada.

Ou seja, o estereótipo do nerd acabou, minha gente. E faz tempo…

Atualizar-se por meio do estudo deve ser uma tarefa contínua, sem dúvida. Contudo, se você possui dificuldades no relacionamento interpessoal e o pensamento estratégico não é o seu forte, está na hora de potencializar tais características.

O trabalho em equipe está mais valorizado do que nunca. Isso em qualquer tipo de empresa. Pense nisso!

Inspiração: Mashable

Sobre Carla Bordin

Jornalista pós-graduada em Mídias Sociais. Já atuou em revistas, jornais, sites, empresas multinacionais e em assessoria de Imprensa. Seu último trabalho foi como Gerente de Social Media.

2 comentários

  1. @alpendre disse: - Responder

    Muito bom Carla, concordo plenamente. Mas as empresas no Brasil ainda precisam ter esta mentalidade. Acredito que muitas empresas ainda procuram profissionais mais técnicos que cumpram um determinado trabalho e se caso houver alguma outra habilidade ótimo, se não, resolvendo um problema da empresa esta bom.

  2. Nossa cultura empresarial realmente precisa mudar. No entanto, muitas companhias já estão aderindo a este “novo” tipo de profissional. Creio que seja questão de tempo.

    Grande abraço !

Deixe uma resposta




Marque para ser avisado de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.