Download!Download Point responsive WP Theme for FREE!

Autenticidade e transparência são tudo nas redes sociais

Por Camila Carrano

Se você pudesse ser alguém, quem você seria? Se você pudesse alterar o seu passado, o que você mudaria? No famoso seriado Being Erica, a protagonista faz uma lista de arrependimentos  da vida em sua terapia e consegue revivê-los fazendo diferentes escolhas. Quem não gostaria de poder fazer isso?

Pois bem, não temos uma varinha de condão que nos remete ao passado ou leva para o futuro, mas nesta era da marca pessoal, redes sociais e comunicação digital, podemos ser quem quiser, certo? Pelo menos é o que vemos nos inúmeros perfis que estão espalhados pela web. Voltando ao seriado, uma das caracteristicas principais que Erica percebe ao longo de sua terapia é que existem coisas que não mudam, apenas a forma que ela se posiciona diante das inúmeras situações na vida.

Isso se aplica também nas redes sociais. Não adianta querer ser o que não é para mudar os fatos. O que vale é ser você mesmo e escolher posicionamentos diferenciados nos contextos que aparecem. Muitos de nós se sentem desconfortáveis se abrindo e expondo nas redes sociais, afinal fomos condicionados a certos valores e morais ao longo da vida. Quantas pessoas não foram para uma entrevista de emprego e mudaram todo o seu comportamento, seja colocando uma roupa melhor, na intonação da voz ou no currículo mais chamativo que carregavam consigo?

Hoje em dia ainda temos receio de que, compartilhando nossa história toda nas redes sociais, podemos de alguma forma criar uma confusão na marca pessoal. Porém, isso tem mudado ao longo dos anos. As interações online e offline começaram a mudar sua composição. Hoje somos avaliados por todas as nossas ações. Não adianta “maquiar” situações pontuais se corremos o risco de sermos avaliados por todos os lados, especialmente nas redes sociais.

Então, como lidar com isso diante das redes sociais? Essas ferramentas nos proporcionam uma oportunidade sem precedentes em mostrar nossas vidas, sendo autênticos e transparentes, consolidando relações cada vez mais rápido. Óbvio que ainda existem algumas regras, porém são regras mais pessoais, que estão de acordo com os próprios limites. Cada um deve saber até onde se expor e o que quer mostrar nas redes sociais. No final, o que vale é a verdade, mas a escolha de como esta será contada só depende de quem conta.

Lembre-se que ao partilhar informações sobre você nas redes sociais, abrirá espaço para descobrir o que tem em comum com outras pessoas, podendo ter experiências gratificantes que te elevarão como ser humano. As conexões de verdade são criadas a partir do momento em que você permite e usufrui desses momentos. Por isso repito: autenticidade e transparência são tudo nas redes sociais.

Leia mais artigos da Camila Carrano

Sobre Camila Carrano

Estudante de Comunicação e Marketing do Centro Universitário de Brasília, estudiosa dentro das mídias sociais e busca a integração das áreas da comunicação.

One Comment

Deixe uma resposta