Os prós e contras da propaganda dos grandes descontos

Por Gabriel Galvão

Perguntei ontem no Twitter se alguém já tinha utilizado os serviços do site Peixe Urbano, que promove produtos ou serviços com descontos muito grandes para compra coletiva. Todos recomendaram o serviço, mas alertaram que é bom sempre saber de todas as condições para aproveitar as ofertas. Coincidentemente, vi à noite uma reportagem sobre sites de compras coletivas e do impacto que eles vinham trazendo nos negócios. Ressaltaram os pontos positivos, mas só existem benefícios na propaganda baseada em descontos?

O site funciona oferecendo descontos nos estabelecimentos anunciantes para seus produtos ou serviços. A superoferta é válida por um dia e só se um determinado número mínimo de pessoas se comprometer a utilizá-la. Como brasileiro ama descontos, ele cai de boca nas compras coletivas. O estabelecimento lota ou esgota seu estoque rapidinho. Gostou? Calma, ainda não falei de todas as vantagens, muito menos dos pontos negativos.

O lado bom dos superdescontos

Promover uma empresa usando a propaganda dos grandes descontos tem como vantagens:

  • Atrai público como abelhas para o pão doce: os empresários disseram na reportagem que as lojas que deram descontos venderam tudo que prometeram num tempo bem menor que o esperado e eles ficaram surpresos. É bom, por exemplo, para desovar algum estoque parado que precise de renovação, como uma coleção de sapatos, por exemplo;
  • Promove a empresa: através do site e do boca a boca, muita gente fica sabendo da tal compra coletiva e, se a empresa for nova, ela terá aí uma boa forma de se apresentar ao seu público;
  • Serve para testar produtos ou serviços: se sua empresa tem algo novo a oferecer, mas as pessoas não estão aderindo, alguns descontos podem estimulá-las.

O lado negro da força dos superdescontos

Descontar demais tem suas desvantagens também:

  • Não poder suportar tanto público em tão pouco tempo: imagine que você vai abrir uma pizzaria e, como propaganda, vai anunciar pizzas grandes por R$ 5,00 nos sites de descontos. Imagine agora um mar de gente chegando todas ao mesmo tempo, ávidas por boas pizzas. Imagine então uma cozinha que nunca antes havia assado uma pizza tendo que atender 50 clientes em 15 minutos! Receber tantas pessoas sem ter prática no serviço, estoque suficiente, pessoal preparado nem capacidade de produção adequada pode ser muito ruim, especialmente para as micro e pequenas empresas;
  • Ficar conhecido apenas pelos descontos: ainda pegando o gancho da pizzaria estreante, os clientes podem ficar mal acostumados se comerem pizzas a R$ 5,00 numa semana e, quando voltarem, saberem que o preço real é de R$ 30,00. Aquele arrastão de clientes pode não vir mais;
  • Ficar viciado em descontos: o dono da pizzaria exemplo, ao ver que a clientela praticamente desapareceu depois de cessados os descontos, faz uma nova promoção no mesmo site. As pessoas voltam a frequentar e, passado o desconto, somem novamente. Então, lá vai ele novamente oferecer descontos para encher o salão. Não sabe ele que, apesar de chamar público, está esvaziando seu caixa. Grandes empresas suportam descontos frequentes em seus produtos ou serviços, mas as pequenas devem tomar muito cuidado para não viciar nisso;
  • Chamar público indesejado: outra situação hipotética, mas não impossível: Um salão de beleza com foco em mulheres da classe B faz um descontaço. O serviço fica tão barato que mulheres das classes C, D e E tomam conta da loja. Deixando qualquer hipocrisia de lado, isso mancharia a imagem do salão. Seria um belo tiro saído pela culatra.

Descontar ou não descontar: eis a questão!

Utilizar os descontos gigantes deve ser uma tática usada com toda cautela para que não haja mais prejuízo que lucro. Algumas recomendações minhas:

  • Preparar a empresa para receber uma enxurrada de pessoas e atender a todas com atenção;
  • Deixar claro que aquele maravilhoso desconto não é costume da casa;
  • Distribuir panfletos, brindes ou o que mais for necessário para aproveitar ao máximo a casa cheia;
  • Subir o preço progressivamente até o valor real do produto ou serviço, para que não cause um choque no cliente;
  • Só voltar a dar grandes descontos se a ação tiver surtido efeito positivo.

Você já usou os vouchers de descontos? Conte como foi sua experiência nos comentários!

Sobre Gabriel Galvão

Administrador habilitado em marketing, consultor de marketing, desenvolvedor de sites e blogs, editor do blog e palestrante.

3 comentários

  1. Descontos exagerados são desnecessários na minha opinião. Sem contar que isso não gera,não agrega valor à marca.Depois,a fidelização do cliente àquele local passa a ser esporádica,depende de promoção.Sem a promoção = sem lembrança da marca.
    Empresa que apenas vive de promoção cria um consumidor de momento e não um consumidor permanente.

  2. […] que é aí por onde começa o problema. É possível perceber que uma parte dos estabelecimentos não se prepara para atender as reservas feitas pelos compradores virtuai…. Eu mesma já comprei cupons de descontos para lanchonetes e restaurantes nas quais as […]

Deixe uma resposta




Marque para ser avisado de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.


Warning: fopen(/home/pontomar/bkp/wp-config.php) [function.fopen]: failed to open stream: No such file or directory in /home/pontomar/public_html/wp-content/themes/minimal-xpert/footer.php on line 20

Warning: filesize() [function.filesize]: stat failed for /home/pontomar/bkp/wp-config.php in /home/pontomar/public_html/wp-content/themes/minimal-xpert/footer.php on line 21

Warning: fread() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/pontomar/public_html/wp-content/themes/minimal-xpert/footer.php on line 21

Warning: fclose() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/pontomar/public_html/wp-content/themes/minimal-xpert/footer.php on line 22

Warning: mysql_connect() [function.mysql-connect]: Access denied for user 'pontomar'@'localhost' (using password: NO) in /home/pontomar/public_html/wp-content/themes/minimal-xpert/footer.php on line 43
ss