Download!Download Point responsive WP Theme for FREE!

Marketing Ambiental: analisando eventos sustentáveis

Por João Paulo Motta

As coisas que considero mais danosas e poluentes que existem são, respectivamente, as eleições, o trânsito das grandes cidades e as indústrias. Depois disso, posso citar os eventos de grande porte. Sejam eles shows ou qualquer aglomeração de gente, todos causam impactos ambientais. Mas vamos focar nos shows, que além de mais divertidos, movimentam muito mais público e verba, se olharmos o lado “marketeiro” da coisa.

Imagine só: a divulgação, que, no mínimo, começa com um mês de antecedência ao dia do evento, gera material impresso; a utilização de meios de transporte poluentes, como automóveis, ônibus e até aviões, além dos caminhões que levam os equipamentos; a quantidade de resíduos sólidos (leia-se lixo) gerados pela enorme massa de pessoas que estarão presentes com o único intuito de se divertir. Conseguiu imaginar? Pode ter certeza que isso tudo causa algum estrago ao meio ambiente. Mas não deixa de ser uma grande oportunidade para trabalhar o Marketing Ambiental.

Vejamos o exemplo do SWU Music + Arts 2010, evento de cunho sustentável que aconteceu em Itu, SP, nos dias 9, 10 e 11 de outubro. Foram 70 mil m2 de área construída numa arena de 233 mil m², com um público de mais de 160 mil pessoas, várias atrações nacionais e internacionais. O Marketing Ambiental trabalhou de forma exemplar, divulgando desde o início que se tratava de um evento sustentável. Foram utilizados um site e redes sociais que exploravam ao máximo a interatividade com as pessoas, incentivando-as a praticarem pequenas ações diárias para contribuir com o meio ambiente. A única mídia impressa que vi foi em revistas e não soube se utilizaram de outras formas, e se usaram, com certeza foi tudo bem pensado para reduzir os impactos ambientais. Existe um Projeto de Lei de compensação de emissões de gases de efeito estufa em eventos em São Paulo, o que garante a minimização dos outros impactos. Os resultados foram tão positivos que já se comenta na próxima edição do evento em 2011.

Outro exemplo legal foi o Planeta Brasil 2010, que aconteceu em Belo Horizonte, MG, no dia 24 de setembro. Foi a 2ª edição do evento sustentável, que teve início em 2009, e assim como o Marketing do SWU, explorou ao máximo a participação do público com promoções em redes sociais na internet e utilizando com consciência a mídia impressa. Outro ponto positivo foi o incentivo à educação ambiental para crianças e a iniciativa de realizar a compensação de gases de efeito estufa, mesmo sem a existência de um projeto de Lei, como ocorre em São Paulo. Todos os eventos deveriam seguir essa iniciativa, de não precisar de leis para fazer sua parte.

Eventos sempre serão danosos ao meio ambiente e isso é um fato inegável. Mas como podemos ver, o Marketing tem o papel fundamental de criar campanhas que respeitam o meio ambiente e trabalhar a participação do público, mostrando que elas também são responsáveis e que podem ajudar de várias formas na preservação do meio ambiente.

Leia mais artigos do João Paulo

Sobre João Paulo

Publicitário formado pelo Centro Universitário Newton Paiva, em Belo Horizonte e pós-graduando em Marketing Digital pela UNI-BH.

One Comment

Deixe uma resposta